Fiquei sem marido

“Nada feito, ele terá que voltar para o Brasil”

Sai quase que flutuando da sala em direção a rua. Desci as escadas sem conseguir pronunciar uma palavra sequer. Vestimos os casacos e ao sairmos pela porta do prédio me senti voltando a superfície depois de um mergulho e como uma criança que quase se afogou eu abri o bocão e comecei a chorar e contar tudo, andando a passos largos, gesticulando e falando alto. Bem latina. Bem descontrolada. E o povo que passava por nós bem sem entender.

Nos sentamos numa pracinha perto da estação de trem para bolar o plano B, C…

Ele continuava com aquele discurso otimista dizendo que tudo daria certo. Afinal, tudo já tinha dado certo e sempre nos 45 do segundo tempo, né?

Chegamos em casa e enquanto ele pesquisava os preços de voos para fora da União Europeia me veio a necessidade de conferir a data de retorno da passagem para o Brasil. Dia 08 de novembro.

Bocão da Royal poderia ser meu novo nome.

Ele não aceitou e me fez ligar na companhia aérea para verificar o preço de alteração de passagem. 450,00 Euros.

Todos os planos envolviam gastar um valor exorbitante que a gente nem tinha!

Interrompi uma ligação que ele estava fazendo e disse “você vai ter que voltar amanhã a noite”.

Acho que até as plantas da sala choraram naquele momento.

No meio daquela melancolia eu conseguia repetir “Tem um propósito, Deus sabe o que faz, isso tudo tem um porquê”.

Adormeci aos prantos e no dia seguinte fomos comprar umas lembranças para as crianças. Quando chegamos em casa para fazer as malas o vizinho aposentado estava na rua e ao nos cumprimentar cheio e alegria a Latina aqui não se segurou e contou a situação sem nenhum autocontrole das vias lacrimais.

Ao longo do dia a gente se revezava. Hora eu chorava e ele me consolava, hora ele chorava e eu o consolava.

Fiz questão de ir até o aeroporto com ele. Vi ele entrar na área de embarque e caminhar até sumir. Fiz cara de forte, sorri, disse que seria ótimo para ele no Brasil até ele poder voltar mas quando eu dei as costas e encarei Viena novamente o meu coração se encheu de dúvidas.

Sem minhas filhas, sem marido, recém desempregada, será que não teria sido melhor voltar para o Brasil também?

O modo piloto automático me guiou para pegar o trem certo e me levou até a porta de casa. Sai do transe e abri a porta daquela casa enorme, escura, e fria. Corri escada acima e entrei no que era o nosso quarto, me ajoelhei aos pés da cama, desmoronei em pranto e conversei em voz alta com Deus. Eu não perguntei porque, nem pra quê, nem quando as coisas se resolveriam.

Depois de muito me lamentar veio um pedido: “Deus, cuida de mim porque eu já não consigo mais!”, assim eu entreguei os pontos naquela noite até adormecer.

Mais uma vez com dinheiro contado eu olhava pela janela sem saber o que fazer.

Tínhamos combinado de ir almoçar num restaurante típico com o casal de vizinhos aposentados (o mesmo que eu havia dado a notícia) muito antes de sabermos que um de nós não estaria presente. O dia chegou e apesar de estar sem vontade de sair da cama eu fui, é feio cancelar os compromissos aqui.

No restaurante o casal contava a todos os 13 convidados sobre a minha situação, eu mal entendia enquanto eles revezavam alemão com dialetos locais. Queria enfiar a cara no chão de tanta vergonha. Eles me faziam perguntas e como eu não entendia bem nem conseguia responder direito aproveitei pra manter a boca ocupada com o ganso que estava sendo servido.

Quem disser que comida não conforta é por que nao comeu o suficiente. Eu já estava preocupada da calça jeans terminar de rasgar quando chegou vinho para todos, depois sobremesa, café, licor e o povo, graças aos óculos embaçados, parecia me ver bem desnutrida e insistiam para eu comer mais.

Resultado? A calça realmente terminou de rasgar.

Anúncios

6 thoughts on “Fiquei sem marido

  1. Olá Milena, Menina quantas histórias. A cada leitura fico querendo mais e mais. Que escrita agradável. Lembro de nossos papos, você sempre sorridente, confiante e com muitas histórias. Querida tenha fé, confia em Deus e como você mesmo tem comprovado – Ele quer sempre o melhor e tem te auxiliado em todos os momentos. Saudades, fique com Deus. beijos

    Gostar

  2. “Milaina”, você é uma fortaleza. Deus está apenas te provando isso. Nunca mais duvide de você, pois você é capaz de conquistar esse mundo todo. Eu estou daqui na torcida por você sempre. Abraço no seu ❤️!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s